Os principais segmentos do mercado de moda

Por que os empreendedores precisam compreender os segmentos de mercado de moda?

Apesar da crise econômica, o mercado da moda continua sendo um dos mais lucrativos. Entretanto, apenas o crescimento do mercado não é garantia de que um produto ou negócio deem certo. É importante que os empreendedores entendam os segmentos do mercado de moda e o espaço que sua marca irá ocupar. Para isso é necessário muita pesquisa para saber se existe potencial para o novo produto ou negócio e de que maneira deve ser apresentado.

Desde o começo, o empreendedor precisa estabelecer o posicionamento da sua marca, a partir disso é que serão tomadas as decisões de gestão estratégica dos negócios baseados nas expectativas dos clientes. A segmentação é uma forma de compreender melhor as necessidades de cada mercado.

segmentação de mercado na moda

Claro que o consumo é muito amplo e complexo, mas na moda existem quatro principais segmentos de mercado:

  • Alta costura
  • Prêt-à-porter
  • Fast fashion
  • Moda sustentável

Alta costura

alta costura- marketing e moda- thaisa fortuni

A alta costura (haute couture) são peças exclusivas e luxuosas com detalhes, acabamentos complexos e design exuberante.  Sua origem foi nas primeiras maisons de moda estabelecidas em Paris, no final do século XIX, até hoje os produtos de alta costura são objetos de desejo e possuem um grupo seleto de compradores. Na França, haute couture é um termo protegido e só pode ser usado oficialmente por designs de moda que atendem padrões restritos, estabelecidos pela Cambre Syndicle de la Haute Couture.  Chanel, Elie Saab, Jean Paul Galtier, Valentino são exemplos de maisons de alta costura.

alta costura curiosidades- marketing e moda

Os termos “sob encomenda” e “sob medida” também podem ser usados para designar peças criadas especialmente para um cliente, geralmente encontradas no vestuário masculino. Muitos designs dizem que seu trabalho é alta costura, porém o termo correto é “sob medida” quando o serviço é ajuste de peças prêt-à-porter para atender as necessidades de um cliente.

alta costura masculina

 

Prêt-à-porter 

Também conhecido como ‘ready to wear’ e significa ‘pronto para usar’. Tornou-se uma alternativa viável a alta costura após os anos 60, quando as maisons passaram a produzir peças em série e de tamanhos padronizados que podiam serem compradas diretamente nas lojas. O prêt-à-porter é uma opção mais acessível ao público. Nesse segmento estão as grifes, entre a alta costura e o fast fashion, as coleções são apresentadas em todas as partes do mundo em várias semanas de moda. Gucci, Ralph Lauren e Burberry são exemplos de prêt-à-porter mundialmente conhecidas.

As grifes de prêt-à-porter também desenvolvem uma segunda linha e criam uma marca separada para vender com preços mais baixos, atingir mais consumidores e proteger a integridade da marca principal.

calendário de desfiles da moda- mkt e moda- thaisa fortuni

 Fast Fashion 

É a ‘moda rápida’, as peças são produzidas rapidamente, esse segmento de mercado exige novidades frequentemente. Como tudo é muito rápido, as roupas precisam chegar nos pontos de vendas e nas mãos dos consumidores no tempo certo, enquanto ainda é a novidade da vez.

Hoje o que a maioria das pessoas vestem é fast fashion, é um público bem maior do que o prêt-à-porter. As roupas são produzidas com variedade de tamanhos padrão, são mais baratas para quem produz e mais acessíveis para quem compra.

Além das tendências das passarelas, os criadores de fast fashion estão buscando novidades em outras áreas, pois a demanda de produção é bem maior e não permite que fique restrito apenas a moda das grandes grifes. O fast fashion é produzido e vendido em lojas de varejo, geralmente da própria marca como, por exemplo, Zara, Riachuelo, C&A, H&M, GAP.

O fator de risco nesse segmento é que com a produção em grande escala não é possível prever o quais produtos irão ser sucesso, mas como as vendas ocorrem no varejo e com preço mais flexíveis, a marca consegue atingir uma margem de lucro.

forever 21

Moda Sustentável

A moda sustentável ou moda eco é composta por peças que são fabricadas por meios ecologicamente corretos. Esse segmento de mercado de moda vem ganhando mais força nos últimos anos. Produzir roupas e produtos sustentáveis tem sido um grande diferencial de algumas marcas. Em níveis mais extremos, as marcas podem trabalhar com roupas e materiais reciclados, tecidos ecológicos produzidos a partir de garrafas plásticas, por exemplo.

Esse novo segmento de mercado cresce a medida que os consumidores possuem maior consciência sobre os processos envolvidos na fabricação das roupas e o potencial de emissão de gases poluentes que causam danos ao meio ambiente.

moda-ecologica-sustentavel

A sua linha de produtos se encaixa em qual desses segmentos? 

O primeiro passo é estabelecer qual é o seu mercado e tentar compreender o seu consumidor. Durante sua pesquisa poderá encontrar outros nichos de mercado, mas isso é assunto para outros posts.

Beijos,

Thaísa Fortuni